quinta-feira, 31 de maio de 2018

Favoritos de Maio



Sobre a vida e para a vida:

  • "Nós nunca nos realizámos. Somos dois abismos - um poço fitando o céu", de Fernando Pessoa.

"Nada que vale a pena é fácil. Lembre-se disso", de Nicholas Sparks.


Estas pequenas melodias cheias de talento:








O cinema deste mês:


Avengers! Um filme centrado no mundo dos super heróis. Por vezes é bom ver um bom filme de ficção para variar um pouco da realidade que vivemos. E este é sem dúvida uma boa opção!



quinta-feira, 24 de maio de 2018

O que me deixa feliz?

Há  relativamente pouco tempo li um artigo acerca do que nos deixa felizes de um modo em geral e do que deixa cada um, já de um modo em particular, contente. Neste âmbito decidi enumerar dez coisas que me fazem sentir bem e das quais gosto imenso.

Em primeiro lugar: Ver as pessoas felizes! E digo isto do fundo do coração. É tão bom quando as pessoas estão alegres, motivadas e satisfeitas com aquilo que a vida lhes dá que eu de igual forma sinto-me bem.

Em segundo lugar, encontrar o amor em várias pessoas assim como em pequenas coisas. Compreender o que as move, de que material são feitas e de que tipo de combustível precisam para continuar a seguir em frente. Afinal de contas " não é preciso muito para ser feliz ".

Em terceiro lugar, o amor - por mim e pelos meus próximos! Do que nos segura quando tropeçamos e do que nos erguemos quando caímos. Juntos, sem espaço para o "eu" tantas vezes proferido.

 Em quarto e em quinto lugar são respetivamente: não as medalhas que conquisto, mas as etapas da vida que vou superando assim como a importância de ter os meus pensamentos e a vida organizada. Permite-me ver melhor o sentido da vida e por que rumo ir.

Em sexto lugar, ter tempo para mim e passar tempo de qualidade com os meus familiares e amigos. Aproveitar todos os momentos da melhor forma para assim poder cuidar e cuidar-me, amar e amar-me.

Em sétimo e oitavo lugar, comer e consequentemente dormir bem. Acho estes dois tópicos deveras importante no meu dia a dia para conseguir ser bastante produtiva e sentir-me bem.

No nono lugar, optei pelo lado da diversão: ir a um cinema, ver um bom filme e com uma boa companhia, de vez em quando -(mais vezes do que as que gostaria de adimitir) - fazem-me muito feliz.

 Em décimo lugar, gosto de ler até o amanhã não chegar. "O livro traz a vantagem de a gente poder estar só e ao mesmo tempo acompanhado", de Mário Quintana.

Mas e a vocês? O que vos deixa felizes?




sexta-feira, 18 de maio de 2018

Viagens de autocarro

Começo a semana a deslocar-me por via de um autocarro até onde o ar dos campos me esperam. Não hesito ao longo do percurso a ouvir um bom podcast, a tirar fotografias, a (re)pensar e consequentemente a organizar todos os meus pensamentos aleatórios. Faz bem e sabe ainda melhor no final do percurso. Antes de me mover para Valença, eu somente frequentava este tipo de transporte em visitas de estudo. Por isso, transitar para o ensino superior foi algo que me trouxe muitas mudanças (mais do que poderia imaginar), descobertas (auto-conhecimento, pessoas, lugares) e surpresas (desafios). Coisas boas dos quais o tempo pode ser o teu melhor aliado na luta contra tantas tranformações (no estilo de vida e na velocidade a que se está habituado a andar).
É fantástico quando olho para trás e lembro-me de como a minha vida em menos de um ano mudou tanto. E cada vez mais gosto de mudanças. Do novo, do desconhecido e do invulgar. Da singulariedade que torna cada um único.



segunda-feira, 14 de maio de 2018

O início de um ciclo sem fim

Sobre ti, sobre mim, sobre nós. Sobre aquilo que a vida me tirou e também sobre o tempo suficiente que não tivemos. Sobre tudo aquilo que afastou-nos e que deixou saudades. Sobre ainda a relação de pai e filha mais bonita que conheci e tive a oportunidade de vivenciar.

Num lindo dia a meio da semana, algo inesperado aconteceu. Algo que seria tormentoso e que iria carregar durante cada dia que a vida me permitisse respirar. Se ela assim quisesse ou não. Do jeito dela porque vivo em harmonia e em paz com as suas decisões. Apesar de, por vezes, me magoar imenso o que ela faz também olho para o outro lado da moeda e vejo tudo o que me deu. Analiso um processo sem fim, detalhe por detalhe. E é algo impressionante o que consegue fazer no ciclo de cada um de nós. De como junta acasos e os desfaz, de como junta caminhos, pessoas num só lugar e os guia para outros também. Juntos ou separados por umas distâncias. A minha? É incalculável. Dado que se encontra em dois sítios muito diferentes. Uma no peito e outra no paraíso. E este magnífico dia tinha sido apenas o começo.

Lindsay Rapp
Há ainda um outro dia quase perto do último da longa semana, segundo o calendário. Ironia? Ser quase o último dia e não o ter sido. Ser quase mais um dia comum e afinal de contas tornar-se numa alternância entre o suposto e o acontecido. Uma relação bastante diferente em todos os aspetos que o caraterizam. Como as coisas seriam tão diferentes. Como tudo poderia ter sido e ser ainda melhor. Tiraram-nos os dias e a tua presença, mas deixaram ficar a tua ausência. Porem aí é que foi verdadeiramente tudo. Foi o fim e o início. Foi tudo misturado. Um mix insuportável. Uma dor desapaziguada. Uma dor impagável. Talvez o fim de um começo sem fim e a abertura de um fim sem encetamento. 
Contudo, ficam as lembranças dos dias contados e vividos ao pormenor. Os momentos mais felizes e tristes. Quero ambos. Além disso eu desconhecia nessa época a tristeza. Conhecia-a uns anos mais tarde. Apesar disso ainda acredito que me iluminas nas encruzilhadas da vida, minha estrela-guia. E também aceito tudo. Não fechei a passagem ao amor, pelo contrário cedi-lhe toda a passagem.

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Brio de segunda-feira ⇻ | Oportunidade

Fotografia da minha autoria

Para a (maior) parte, as segundas são sinónimos de inicíos de responsabildade, de deveres por cumprir, de obrigações chatas e carregadas de (muito) trabalho.
Mas para mim também são sinónimos disto:


 Oportunidade 

⇻ Sentir o momento e abrir mão do que nada te acrescenta para poderes melhor agarrar com força  as certezas absolutas do que te faz feliz.

⇻ Sonhar mas também conquistar novos trilhos e deixar como segunda opção aqueles que já conheces-te.

⇻ Amar mais e agradecer tudo o que a vida te dá, tira e (re)encaminha.


domingo, 6 de maio de 2018

Mãe,

A ti, a nós, ao mundo! Ao privilégio que nos juntou a ti!


A mão que nos ampara da queda e nos faz sentir únicos, 
Mas também o ser que nos protege,
O abraço que precisámos e que segura a lágrima de cair,
Reações automáticas que não conseguimos conter.

Motivos só para agradecer!
Afinal são a nossa base, o nosso pilar na vida. 
Imprescendível afeto e união.
Obrigada à alma que alimenta todo o nosso interior e às
Risadas que tranformam o nosso estado de espírito!







terça-feira, 1 de maio de 2018

BEM-VINDO MAIO



MAIO




A brisa de um ar mais quente a tocar na pele como que a nos anunciar que os dias felizes estão quase a chegar. A murmurar que a luta finalmente acabou. A segredar que posso guardar o escudo e levantar o olhar num ato de agradecimento. Desejar ainda, o bem para todos e o sorriso dos mais próximos. A lágrima estava na altura de partir e o passo firme na hora de assentar. Admirar mais a dádiva de pequenos momentos que nos são tanto e descartar grandes momentos que dizem mais aos outros do que a nós mesmos. Libertar, soltar e amar. É isso para estes dias, meses e anos seguintes. Ser feliz e fazer alguém que amámos feliz. 





Com tecnologia do Blogger.